• Diminuir tamanho do texto
  • Tamanho original do texto
  • Aumentar tamanho do texto
  • Ativar auto contraste
Selecione uma tarefa

Início do conteúdo

23/05/2017

Segunda Pesquisa de Satisfação dos alunos e pacientes do INI


Antonio Fuchs e Juana Portugal

O Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, através da Vice-direção de Qualidade e Informação (VDQI), realizou a 2ª Pesquisa de Satisfação dos Usuários Externos em novembro de 2016. Os resultados, fruto de entrevista realizadas em suas dependências, de 07 a 11/11, apresentam as avaliações e expectativas sobre os serviços prestados pelo INI a seus pacientes e alunos.

A pesquisa de satisfação consiste na coleta de informações de três diferentes grupos do INI e realizada com um desenho metodológico distinto para abranger a diversidade do público na Unidade. A primeira parte da pesquisa, realizada em parceria com a Vice-direção de Ensino (VDE), acolhe os concluintes dos cursos e programas da VDE. A segunda, feita com a Vice-direção de Serviços Clínicos (VDSC), tem como foco os usuários do ambulatório. A terceira parte, também em parceria com a VDSC, é destinada aos pacientes que se encontram de alta na internação hospitalar.

Após a etapa de coleta, os dados são sistematizados na Plataforma de Pesquisa Clínica e os relatórios gerados pela VDQI. Deste modo, as três análises de satisfação traduzem as necessidades e expectativas dos usuários em relatórios para tomada de futuras decisões.

Confira os principais resultados clicando nos links abaixo:

Pesquisa de Satisfação do Aluno

Pesquisa de Satisfação do Usuário-Cidadão: Ambulatório

Pesquisa de Satisfação do Usuário-Cidadão: Internação

Sobre a Pesquisa

A iniciativa de se realizar uma Pesquisa de Satisfação dos Usuários Externos do INI teve início em 2015, a partir do entendimento da necessidade de uma Política da Qualidade com foco no usuário, está alinhada com a macropolítica de qualidade da Fiocruz, e torna-se peça fundamental como um instrumento de apoio à área de gestão no Instituto.

Voltar ao topoVoltar